terça-feira, 25 de setembro de 2012

"Socorro, alguma rua que me dê sentido..."


Querem nos fazer crer que o patrimônio histórico de Crateús é empecilho ao progresso! Que rouba empregos! Que apenas enfeia nossas ruas e praças! Que seu destino deve ser mesmo o esquecimento! Então por que não derrubá-lo, não pô-lo abaixo de vez?

É isso o que querem fazer com o casarão da Cel. Lúcio, antiga residência da família Henrique Machado da Ponte.

Em texto publicado no livro Crateús: 100 anos, de autoria dos membros da Academia de Letras de Crateús, o Sr. Flávio Machado escreveu sobre este patrimônio:

Residência de Henrique Machado da Ponte - O início da construção data de 1932 pelo médico Dr. Benjamin Hortêncio de Medeiros. Antes de terminar foi vendida para o comerciante libanês residente nesta cidade, de nome João Asfor, proprietário da Casa Monte Líbano, e este em 1937 também vendeu o imóvel para o agropecuarista Henrique Machado da Ponte, que nela morou até o dia do seu falecimento. É uma antiga e resistente construção. Todos os materiais utilizados no piso, teto, portas e janelas são constituídos por madeira de lei e resistentes ao tempo.

Henrique Machado da Ponte era filho de Joaquim Machado da Ponte e Ana Benvinda Ximenes Machado. Nasceu em 23 de setembro de 1893 em Sobral e faleceu em Crateús em 09 de abril de 1977. Era casado com Francisca Martins da Ponte (dona Chicuta), nascida em 08 de fevereiro de 1900 e falecida em 16 de maio de 1964. Foi um dos grandes pecuaristas que esta região conheceu. Era dono de propriedades nos municípios de Crateús, Novo Oriente, Independência e Tamboril. Branco e de pequena estatura, tinha um defeito num pé. Seus filhos: Dr. Abdoral Martins Machado, Enedina, Ubaldo, Mary, Iolanda, Luiza Helena, Erondina e Humberto Clewton Martins Machado cultivavam verdadeira admiração pelo extremoso pai. Este imóvel ainda pertence ao filho Ubaldo Machado(*).

(*) Foi vendido recentemente.

5 comentários:

Anônimo disse...

Gentielza informar o "Nome da Rua da Casa" do "Sr. Henrique Machado da Ponte, pai Luiza Helena Machado Braz,casad com Alberto Pereira Braz, pais de Francisca Helena Machado Braz, Ana Alice Machado Braz, Karla e Carlos Henrique"...

Anônimo disse...

É preciso e necessário "Fotos desta Casa em angulos diversos e atuais". É uma belíssima construção! Precisa ser Reformada, Conservada a sua História com todas as suas características". Inclusive o Mapa da Cidade precisa de Cuidados atuais. É preciso abrir a imagem e visualisar melhor...

Anônimo disse...

Todo patrimônio Antigo deve ser Preservado, intocável! Como também INVENDÁVEL,INALIENÁVEL eINAFIANÇAVEL! É a História de uma Vida! É a História da Cidade, é aHistória de um País!... DEMOLIR! Jamais!!!

Anônimo disse...

O senhor Henrique Machado da Ponte alem desses filhos citado também tinha a dona Maria Helena Machado,hoje com 85 anos que mora em Crateús.

Anônimo disse...

MEU FOI VAQUEIRO DO ABDORAL MARTINS MACHADO POR 52 ANOS.
ESTA FAMÍLIA TEM MUITA HISTORIA , ENIGMAS.